Início » Medicamentos e Remedios » Fluconazol: Para que serve? Como usar? Quanto custa? Veja tudo aqui!
Medicamentos e Remedios

Fluconazol: Para que serve? Como usar? Quanto custa? Veja tudo aqui!

Saiba a seguir os efeitos colaterais do Fluconazol, e todas as informações importantes sobre esse medicamento.

O nome Fluconazol já remete automaticamente à candidíase, para a maioria das pessoas, porque ele é o mais receitado pelos médicos, mas é um medicamento que pode tratar outras diversas doenças. Antes de iniciar um tratamento é necessário que você se certifique sobre ele, para que ele serve, o que é, quais os efeitos dele no organismo e o seu valor médio nas farmácias. O artigo de hoje traz pra você todas essas informações e tira suas dúvidas. Não perca mais tempo e saiba tudo a seguir.

O que é o Fluconazol?

O Fluconazol é um medicamento antifúngico, que trata infecções causadas por fungos ou micoses em nosso organismo, principalmente os fungos do gênero Cândida, Tine cruris, Tinea Unguium ,Tinea Pedis e Tinea corporis.

Super Slim X

O tratamento mais conhecido e utilizado com Fluconazol é para tratar a cândida, que pode ser tanto vaginal quanto peniana e pode também ser recomendado para a candidíase oral, que é um pouco mais rara.

Para que ele serve? Como atua no organismo?

O Fluconazol por ser um antifúngico ele atua no organismo com muita eficiência e rapidez, a sua absorção começa logo 30 minutos depois de ser ingerido e os sintomas começam a serem aliviados 24 horas depois da primeira dose.

O Fluconazol no organismo inibe o desenvolvimento dos microrganismos que estão causando a infecção de fungos, as substâncias contidas no Fluconazol atua quebrando os esteroides que são fundamentais para manter os fungos vivos no organismo. Quebrando então esses esteroides o fungo morre e a infecção é tratada.

Como dito antes, o Fluconazol serve para tratar infecções causados por fungos e micoses, pode ser um tratamento para combater a doença ou um tratamento de prevenção também. A infecções causadas por fungos são:

  • Candidíase vaginal
  • Candidíase peniana
  • Candidíase sistêmica
  • Candidíase oral
  • Candidíase de esôfago
  • Onicomicose
  • Coccidioidomicose
  • Blastomicose
  • Tinea cruris (micose de virilha)
  • Tinea pedis (frieira)
  • Criptococose
  • Pitiríase versicolor (pano branco)

É importante ressaltar que ao iniciar um tratamento de candidíase vaginal, peniana ou oral, o casal deve fazer o tratamento junto e ao mesmo tempo, para que um não infecte o outro.

Como usar o Fluconazol? Como se da o tratamento?

O tratamento com Fluconazol para tratar os fungos específicos, na maior parte dos casos é muito simples e de fácil conclusão e sucesso.

Vale ressaltar aqui que você não deve de maneira nenhuma se automedicar, consulte sempre o médico e siga suas instruções e o modo correto do tratamento de acordo com seu caso.

Dependendo do tipo de fungo e da infecção do paciente o médico irá prescrever um tipo de tratamento e uma quantidade correta para isso, mas na maior parte dos casos a candidíase é tratada com uma dose única. Se for uma candidíase persistente pode ser uma dose única mensal e o tratamento pode durar de 4 a 1 ano.

De acordo com a bula oficial do Fluconazol, o tratamento para outras infecções é:

  • Dermatomicoses ou infecções causadas por fungos – 1 dose de 150 mg (1 comprimido) – tratamento de 2 a 4 semanas;
  • Micose nas unhas (ungueal) – Dose única de 150 mg uma vez por semana – tratamento contínuo até a micose desaparecer;
  • Candidíase Vaginal ou infecção causada por fungos no pênis – Dose única oral (1 comprimido) – tratamento de aproximadamente 2 semanas;
  • Candidíase Vaginal recorrente – Dose única mensal (1 comprimido de 150 mg) – tratamento de 4 a 12 meses.

Efeitos colaterais do Fluconazol

A maioria dos medicamentos, durante o tratamento causam alguns efeitos colaterais no organismo dos seres humanos, mas isso depende de cada pessoa, algumas sentem muitos, outras não sentem nada e alguns desses sintomas são comuns na maioria das pessoas.

O tratamento com o Fluconazol não traz efeitos colaterais graves, mas é de suma importância que você saiba antes de iniciar o tratamento se não é intolerante e sensível aos compostos.

Os principais efeitos colaterais relatados durante o tratamento com Fluconazol são:

  • Dor de cabeça e enxaqueca
  • Dores de estômago
  • Vômito
  • Náuseas
  • Distúrbios do paladar
  • Incômodos e dores abdominais
  • Manchas e vermelhidão na pele (mais comuns em pessoas que possuem o vírus HIV)
  • Diarreia

Os efeitos colaterais do Fluconazol mais raros são a toxidade do fígado (mais comum em pessoas que já possuem problemas hepáticos), erupções dermatológicas, tontura, alterações no funcionamento linfático, diminuição da urina e sonolência.

Nomes comuns do Fluconazol

O Fluconazol pode ser encontrado nas farmácias com diversos nomes, isso porque há vários laboratórios que administram e comercializam os mesmo compostos, mas todos são exatamente a mesma coisa e servem para o tratamento contra fungos e micoses.

Você pode encontrar o Fluconazol com os seguintes nomes:

  • Flucazol;
  • Flucomed;
  • Fluconal;
  • Fluconeo;
  • Flutec;
  • Zelix;
  • Zoltec;
  • Zoltren;
  • Candizol;
  • Glyfucan;
  • Lertus;
  • Monipax;
  • Pronazol;
  • Riconazol;
  • Triazol;
  • Monipax;
  • Lertus.

E você pode encontrar também o Fluconazol na forma genérica.

Quanto custa?

O valor do Fluconazol vai depender do laboratório do laboratório e da farmácia, a sua versão mais barata sem dúvidas é a versão genérica que custa uma média de R$5,00 uma caixa com dois comprimidos de 150 mg.

Esperamos que o artigo de hoje tenha sido esclarecedor. Para outras dúvidas e sugestões nos deixe comentários.

Até a próxima!