Início » Cabelo » Como acabar com a caspa
Cabelo

Como acabar com a caspa

Para muitas mulheres, o cabelo é o grande alvo dos cuidados com a beleza. Dificilmente estamos satisfeitas e com isso nos colocamos sempre na busca de tratamentos que garantam a aparência perfeita e típica de celebridades das capas de revista. O problema é que o caminho para isso não é nada fácil, pelo contrário.

Caspa-001

Há sempre alguma coisa que queremos alterar, e mais do que aquilo que consideramos imperfeições, ainda temos alguns problemas que volta e meia nos tiram o sono. Uma delas é a presença da caspa.

Isso mesmo, aquelas cascas branquinhas que insistem em marcar a presença tanto no cabelo quanto nas roupas escuras. Se você não sabe mais o que fazer para livrar suas madeixas dessa praga, descubra agora quais são as suas possibilidades:

O que é caspa?

A dermatite seborreica, nome técnico da conhecida caspa, é o processo de descamação da pele do couro cabeludo. A descamação em si é um processo natural, desde que seja fina já que acontece devido a perda das células morta e o surgimento das células vivas que chegam para substituí-las, mas o problema são os flocos brancos, que são uma mistura das células mortas com pedaços de pele.

Caspa-002

A dermatite seborreica acontece quando as glândulas sebáceas, responsáveis pela produção de gordura que lubrifica o couro cabeludo produzem sebo em excesso e que se acumulam nos fios. Essa oleosidade provoca a inflamação do couro cabeludo, que inclui além da caspa, problemas como vermelhidão e coceira.

A caspa não é um problema contagioso: quem apresenta dermatite seborreica normalmente tem predisposição a ter os cabelos mais oleosos ou níveis de hormônios que alteram a produção do sebo capilar.

Quem tem caspa?

Na prática, a caspa atinge 32% da população brasileira e é um problema tanto masculino quanto feminino: 42% dos homens afirmaram sofrer com a dermatite seborréica enquanto 39% das mulheres confirmaram passar pelo desconforto.

Apesar disso, nem todos sofrem com o problema: a dermatite seborreica é influenciada pela genética e alterações hormonais que mexem com a oleosidade do couro cabeludo e pode se manifestar em maior grau dependendo de fatores ambientais.

Sendo algo desenvolvido somente quando a pessoa tem predisposição, não se trata de um problema contagioso. A má notícia é que a caspa não tem cura, mas pelo menos pode ser controlada para que resulte em menos transtornos.

O que faz a caspa aparecer?

Conforme dito anteriormente, a caspa surge por predisposição genética, mas há fatores ambientais que influenciam a intensidade com a qual ela aparece: as variações de temperatura, a higiene do couro cabeludo a a alimentação rica em gordura, carboidratos e açúcar, assim como o consumo de bebidas alcoolicas. O excesso de tratamentos químicos no cabelo também pode agravar a situação.

Como posso controlar a caspa?

Caspa-003

Como acabar com a caspa? O problema não tem cura, tudo o que pode ser feito é controlá-lo. Para nossa sorte, as opções de controle não são nada complicadas, sendo preciso mais disciplina do que cuidados que envolvem muitos gastos. Veja só o que pode ser feito:

Preste atenção com a higiene do seu cabelo:

Para quem tem caspa, lavar o cabelo é algo que merece atenção fundalmental. É indicado lavar as madeixas todos os dias, usando água fria ou morna. isso porque a água quente resseca o cabelo, fazendo com que o cabelo fique mais oleoso já que as glândulas sebáceas produzirão mais gordura para proteger os fios.

Outra indicação é não deixar o cabelo úmido por muito tempo, especialmente se você pretende dormir logo. Use o secador e mantenha o jato de ar quente longe do couro cabeludo já que, assim como a água quente, ele ressecará o cabelo e estimulará a produção do sebo.

Não use as unhas para esfregar o couro cabeludo:

Ao lavar o cabelo, não esfregue o couro cabeludo com as unhas, mas sim com a ponta dos dedos. Assim você evita ferir o couro cabeludo e se arriscar a agravar o problema.

Não mexa no cabelo o tempo todo:

Mexer nas madeixas ou penteá-la várias vezes pode estimular a produção da oleosidade no couro cabeludo.

Tome sol:

O sol é considerado um anti-inflamatório natural. Já que a caspa é um processo inflamatório, tomar um solzinho é alguma coisa boa, porém não se esqueça de que o horário mais adequado para isso é o período da manhã ou o fim de tarde.

Dê um tempo nos tratamentos químicos

A mulherada adora fazer tratamentos nas madeixas, não é mesmo? Mas a grande questão é que alguns deles podem agravar alergias ou inflamações, inclusive a caspa. Nesse caso, tenha força de vontade e dê um tempo na química. Espere os sintomas diminuirem ou gerarem menos incômodos antes de se submeter a novos tratamentos.

Utilize produtos anti-caspa:

Produtos anti-caspa são fortemente indicados para ajudar a solucionar o problema. Atualmente eles servem a muitos tipos de necessidades capilares, portanto não é necessário se preocupar com um possível ressecamento. Para decidir, procure no rótulo do xampu ingredientes como sulfeto de selênio, piritionato de zinco, cetoconazol e ciclopirox olamina, pois costumam ser eficientes para boa parte dos casos.

Consulte um dermatologista:

Se os sintomas ou incômodos da caspa não diminuirem após essas medidas e, especialmente após o uso dos produtos anticaspa, procure um dermatologista: ele avaliará o seu caso e apresentará outras alternativas para o tratamento, que pode incluir o uso de medicamentos.

Vale ressaltar que, uma vez iniciado o tratamento, ele deverá ser seguido pois em caso de interrupção, o problema voltará a causar desconforto.